Polícia

População protesta após grávida ser baleada e perder bebê durante ação policial em Salvador

Gestante estava na porta de casa brincando com crianças no momento em que foi atingida

População protesta após grávida ser baleada e perder bebê durante ação policial em Salvador
Foto: Rildo de Jesus/TV Bahia

Um protesto ocorreu na manhã desta terça-feira (18), na Estrada do Derba, após uma grávida, moradora de São Tomé de Paripe, em Salvador, ser baleada durante ação policial no bairro. A vítima chegou a perder o bebê.

Segundo moradores da comunidade Mariango, a ação aconteceu por volta das 16h30 de segunda-feira (17), quando policiais entraram na rua atirando, mesmo sem haver confusão no local.

Identificada como Jucilene Santana Juriti, de 26 anos, a gestante estava sentada na porta de casa brincando com os outros dois filhos e conversando com vizinhos no momento em que a ação aconteceu.

“Minha esposa estava na porta de casa, quando chegaram os policiais despreparados atirando. Balearam minha esposa. Ela foi afetada com três disparos, perdeu o filho e nós estamos aqui cobrando, porque nós não íamos fazer manifestação se fosse por um criminoso. Nós estamos aqui por uma cidadã de bem, uma mulher grávida, gestante, e esses policiais despreparados cometeram esse ato”, contou o marido da vítima.

Jucilene foi atingida por três tiros, que a família afirma terem sido disparados pelos policiais. Um dos tiros atingiu o abdômen da gestante, e ela perdeu o bebê. Os outros dois disparos atingiram um braço e um rim.

Uma vizinha e amiga da vítima, que estava na porta de casa com ela no momento da ação policial, conta que só percebeu que Jucilene tinha sido baleada, quando ela pediu para não morrer.

“Ela estava sentada na porta de casa, a gente estava juntas. Eu, minha filha, estávamos todas sentadas e a gente só percebeu que ela tinha tomado o tiro quando ela subiu as escadas e falou: ‘Anginho [o marido, Ângelo], não deixa eu morrer, não’. Foi quando a gente viu que ela tinha tomado tiro, e depois viu que eram três disparos”, contou.

A vítima está internada em estado grave no Hospital do Subúrbio, onde precisou fazer uma cirurgia de emergência para tirar a criança do ventre.


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.