Polícia

Mulher que manteve filha e bebê em cárcere privado tem liberdade provisória decretada

Ainda não se sabe se a suspeita já foi liberada

Mulher que manteve filha e bebê em cárcere privado tem liberdade provisória decretada
Foto: Divulgação/SSP

A mulher que manteve a filha, de 13 anos, e um bebê em cárcere privado no bairro de Brotas, em Salvador, teve a liberdade provisória decretada pela Justiça. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (3) pela Polícia Civil.

Até o momento, não se sabe a identidade dos pais da criança, que não possui qualquer grau de parentesco com a mulher. A suspeita foi autuada em flagrante por cárcere privado, abandono de incapaz e abandono moral.

O bebê e a adolescente já estavam trancadas há cinco dias, sem alimento, em uma residência bastante suja e precária. Após denúncias de moradores, elas foram resgatados na localidade da Polêmica. A investigada foi capturada horas depois e se apresentou na Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Criança e o Adolescente (Dercca), onde foi detida.

À polícia, a adolescente contou que era agredida física e psicologicamente pela mãe, que chegou a tentar coagi-la antes de prestar depoimento. Disse também que a mãe é usuária de drogas e que já tinha trancado ela em casa anteriormente.

O bebê chegou a ser internado em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), já que estava desnutrido e com a genitália lesionada. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde. A adolescente foi encaminhada para um abrigo, sob assistência do Conselho Tutelar.


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.