Polícia

Familiares de primeiras vítimas do assassino baiano relatam dor: “Queremos justiça”

Lázaro Barbosa matou dois pais de família em Barra dos Mendes

Familiares de primeiras vítimas do assassino baiano relatam dor: “Queremos justiça”
Foto: Reprodução/ RecordTV Itapoan

Os familiares das primeiras vítimas feitas pelo assassino baiano, Lázaro Barbosa, desabafaram e relataram sobre o criminoso, que era um velho conhecido dos dois homens que ele mesmo matou em 2008, em Barra dos Mendes.

Uma das filhas de Seu Manoel relatou ao programa Balanço Geral que o pai era bastante querido e tinha diversos amigos. A jovem também disse não saber o que teria motivado o assassinato.

Segundo Maria, desde o homicídio, a família tem pedido forças a Deus para seguir em frente, mas teme que o assassino volte à cidade durante a fuga e faça mais vítimas. Atualmente, Lázaro é perseguido por mais de 300 policiais do Distrito Federal e de Goiás.

Já Socorro, a irmã de Carlito, a segunda vítima de Lázaro, contou que sua família e a de Seu Manoel são muito próximas e que a dor e saudade continuam fortes.

“Não estava aqui na época dos crimes. Minha mãe ficou muito mal e tive que vir pra cuidar dela. Ela tem depressão até hoje. Só queremos justiça. Com as novas mortes, estamos relembrando o que passamos”, lamentou.

A outra filha de Seu Manoel, Cláudia, relatou que quando Lázaro era pequeno, era um bom menino, não mostrava ser agressivo, apenas quieto.

“Aí cresceu, foi viver com a mãe em Goiás e voltou e veio fazer esses crimes. Não dá pra gente entender. A gente nunca imaginou que ele ia matar dois pais de família e que ia continuar tirando vidas de tanta gente inocente”, acrescentou.


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.