Polícia

Caso Atakarejo: Em nota, MP-BA diz que acompanhará investigação

Ministério Público diz que tomou "as providências cabíveis" para apuração do caso

Caso Atakarejo: Em nota, MP-BA diz que acompanhará investigação
Foto: Reprodução/Redes sociais

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) divulgou, nesta sexta-feira (30), que vai investigar o caso da dupla supostamente entregue a traficantes por um funcionário do supermercado ‘Atakarejo’.

Em nota, o MP-BA diz que “ao tomar conhecimento do fato envolvendo os irmãos Bruno Barros da Silva, de 29 anos, e Ian Barros da Silva, de 19 anos, adotou as providências cabíveis nesta fase preliminar de apuração, autuando uma notícia de crime e encaminhando ao Núcleo do Júri da Capital, para fins de acompanhamento das investigações que, conforme noticiado pela imprensa, já vêm sendo realizadas pela Polícia Civil”.

Os jovens foram acusados de furto dentro do estabelecimento na última segunda (26) por funcionários do supermercado, no bairro Nordeste de Amaralina. Horas depois, foram encontrados mortos, com marcas de 50 tiros e os rostos deformados.


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.